Snow Patrol Brasil » Entrevista: Tired Pony no BushmillsLive para MusicNews
jun,
19
2014
Entrevista: Tired Pony no BushmillsLive para MusicNews

Mais um entrevista com o Tired Pony feita no BushMillsLive em 12 de junho de 2014. Com Gary Lightbody (G) e Peter Buck (P).

Por Gina Mills para MusicNews.

Nós conversamos com Gary Lightbody e Peter Buck do supergrupo Tired Pony no Bushmills Live, em um trailer parecido com o que Gary lembra de viajar nas férias com seu pai…

Vocês já estão na banda há 5 anos, não acredito que já faz tanto tempo.

G: Tecnicamente nós começamos em janeiro de 2010, no estúdio. Mas organizamos tudo em 2009! Qualquer coisa nova que aconteça em uma banda (SnowPatrol) que já está por ai há algum tempo, tem que acontecer em Janeiro e Fevereiro, por que no resto do ano estamos em turnê

Então como tudo aconteceu? Como você (Gary) conheceu Perter Buck do REM e como você (Peter) conheceu Gary do Snow Patrol?

P: Bom,na verdade eu o vi tocar na primeira turnê do Snow Patrol nos Estados Unidos em 1998 ou 1999.

G: Num passado distante e obscuro!

P: Foi num clube, tinham umas vinte pessoas lá. Eu fui com Scott (McCaughey, do “The Fresh Fellows” e “The Minus 5”) que agora é do Tired Pony. Me lembro de ir saindo e olhar para o Scott e dizer:  “Você sabe que eu não sei como esse negócio de rádio funciona mais, mas esses caras têm ótimas músicas! Isto poderia ser muito grande”. E desde então eu me tornei um fã. Jacknife Lee Garret (também um membro do Tired Pony), que produzir ambos os nossos (TP) álbuns, meio que nos fundiu. Ele sugeriu a Gary que Scott e eu poderíamos trabalhar muito rápido. A idéia era tentar alguma coisa e ver o que acontecia, ao invés de planejar isso durante meses e trabalhar nele durante semanas.

O conteúdo foi mais experimental?

G: Bom, eu entro com as letras. No Snow Patrol e Tired Pony, Reindeer Section, qualquer banda que estou envolvido. Eu vou entrar com minha guitarra e voz e perguntar para todo mundo “Okay, o que vocês tem?” Não faz sentido nenhum juntar um grupo com pessoas tão talentosas e dize-los o que fazer. Todos, então, contribuem com seus talentos para as músicas. No Tired Pony,em cada música, as pessoas tocaram instrumentos diferentes. Menos eu! Eu só sei tocar um… Peter toca mandolin, guitarra e vários outros

P: Eu acho que toquei baixo, nós não temos um baixista fixo. Então até no novo álbum tinha que perguntar “Quem quer tocar baixo nessa?”

G: Nunca foi algo imposto como “Você tem que tocar baixo”, é mais “Oh eu faço nessa”, ninguém ficou parado.

P: Você escutava a canção e alguém dizia “Eu tenho uma idéia”, e se você pensou em algo, vá em frente.

Quantos são os membros da banda?

G: Nós temos sete regulares, membros fixos. E tem talvez uma 30-40 pessoas que tocaram com a gente nos álbuns e tour e outras coisas.

Como vocês todos couberam no palco?

G: Não é nunca de uma vez só mas uma vez nós eramos 18 pessoas no palco. Hoje talvez somos dez ou onze. Pode parecer decepcionante pequeno se todos coubermos bem.

P: É confortável e soa bem, um bom sentimento no palco. Parte da esquisitice que alguns palcos não é bem o tamanho, mas a sensação claustrofóbica que dá. Esse em que tocamos hoje tem um som bem limpo;eu posso ouvir tudo muito bem. O lugar tem um jeito natural, como se tivesse sido construído para musica.

 Apesar de ter sido construído para wiskey! Mas musica e wiskey andam lado a lado.

G: Whiskey resulta em musica e musica resulta em whiskey, então… parecem ser a resposta deles mesmos.

Então vocês estão tocando no Bushmills Live, na Iralanda do Norte, que é o seu lar do Gary.É sempre bom tocartired pony2 onde lugares que estão no seu coração?

G: Claro, absolutamente. Eu ano tocar na Irlanda do Norte, essa é a primeira vez que o Tired Pony faz um show aqui.O  Tired Pony nunca tocou na Irlanda do Norte.

P: Ou em qualquer lugar na Irlanda!

G: É uma coisa que sempre quisemos fazer, mas financeiramente nunca foi viável como um show em Londres ou shows nos EUA.. Você tem que enfrentar os problemas, e não são financeiros, mas conseguir que a agenda todos se alinhem. É difícil quando todo mundo na banda está em outra banda diferente.

O seu álbum mais recente ‘The Ghost of the Mountain’ foi lançado em 2013, qual a sua faixa favortita no álbum?

G: A minha favorita é que eu quase dei outro nome, ‘Wreckage and Bone’ que é a sexta faixa do álbum.

P: ‘Ravens and Wolves’ eu acho.

G: É sempre “alguma coisa and alguma coisa” (risos)

P: Por algum motivo, eu acho que nem tocamos duas vezes? Mas imediatamente se transformou nesse grande tipo de rugido. Essa foi uma que eu pensei fosse ser single, porque ele era diferente do que fizemos no primeiro álbum.

Falando do primeiro disco, você fez a faixa “Get On The Road ‘, com Zooey Deschanel. Como isso aconteceu?

 G: Peter e Scott são amigos íntimos do M. Ward e ele tocou em ‘Held in the Arms of Your Words’. Eu perguntei-lhe:” Eu tenho uma canção que eu adoraria que Zooey cantasse, você acha que, você poderia dizer a ela. ” Você não quer pedir e-mail de alguém, porque não é justo mandar um email para alguém do nada. Ele disse que iria pedir a ela e entrar em contato para dizer se ela aceitaria! Gravamos tudo em Portland, sem ela e Tom Smith do Editors. Ambos gravaram em Los Angeles. Fomos no estúdio com Zooey, ela foi tão doce e surpreendente.

 Qual a importância de festivais como este no cenário musical da Irlanda?

G: Bem, a música ao vivo tem afundado um pouco na Irlanda porque menos pessoas estão saindo, sentindo aquele aperto no bolso, eu suponho. Portanto, há cada vez menos shows, então um festival como esse é realmente importante.

Como é que você encontra tempo entre todos os seus outros projetos para se concentrar no Tired Pony?

P: Bem, você sabe que eu sou do tipo de reserva um restaurante com seis meses de antecedência, eu não trabalho muito para que eu consiga realizar várias coisas em um curto período de tempo. Nós concordamos em tocar hoje em outubro, talvez setembro? Então, eu só planejei férias com a família perto do BushmillsLive.

Já se passaram três anos desde do último álbum do Snow Patrol Gary, trabalhando em tantos projetos, deve ter algo chegando?

 G: Você não ia achar que não né! Eu tenho trabalhado em Los Angeles em trilhas sonoras de filmes. Nathan tem o Liitle Matador, Pablo está em três outras bandas. Que eu não posso nem citar pois ele não me contou de nenhuma. Jonny está com o Polar Patrol  que é a nossa editora. O outro Jonnny, McDaid, está trabalhando com Ed Sheeran e várias outras pessoas. Todo mundo está fazendo suas próprias coisas, o que é ótimo, mas todos nós ainda mantemos muito contato. Nós vamos nos reunir no final do ano para fazer um outro álbum, que será lançado no próximo ano.

Fonte: MusicNews


Comente:



Nosso Twitter
Nosso Facebook
Tuites da banda