Snow Patrol Brasil » [Resenha] Snow Patrol faz show para acabar com o rótulo de sonolento
out,
13
2012
[Resenha] Snow Patrol faz show para acabar com o rótulo de sonolento

Com a platéia ansiosa e participando muito em todas as músicas, a própria banda considerou o show de ontem da Snow Patrol, realizado no Chevrolet Hall, o melhor de toda a turnê
“O show vai ser o melhor de todos. Amo o Brasil e a primeira vez é sempre sensacional”, foi o que disse Gary Lightbody, vocalista e guitarrista da Snow Patrol, apenas de camisa, cueca e meia, correndo de um lado para o outro elétrico, nos bastidores, minutos antes do começo do show, primeiro da banda em Belo Horizonte.
E a previsão de Gary se confirmou. Com a platéia ansiosa e participando muito em todas as músicas, a própria banda considerou o show de ontem da Snow Patrol, realizado no Chevrolet Hall, o melhor de toda a turnê. Combinando bem os principais sucessos da banda e as músicas do novo álbum Fallen Empires, que dá nome a turnê, o show foi, de fato, muito bom, agradando o público e quebrando o rótulo que a banda conquistou no Brasil de ser sonolenta. E os fãs da banda norte-irlandesa/escocesa que foram ontem ao Chevrolet Hall podem ficar orgulhosos, o vocalista da banda disse, antes de “Lifening” que a platéia de ontem “foi a melhor de toda turnê e sensacional”.
Após um pequeno atraso de 10 minutos, o show começou elétrico, com “Hands Open” um dos sucessos do quarto e mais bem-sucedido disco da banda, “Eyes Open”, responsável pelos hits “Chasing Cars”, “Open Your Eyes” e “You Could Be Happy”.
Depois de “Hands Open”, a banda emplacou dois sucessos do quinto álbum, A Hundred Million Suns: “Take Back The City” e “Crack The Shutters”, que animaram muito os fãs. Gary disse, após “Crack The Shutters”, que não dormiu o dia inteiro, mas que estava muito feliz de tocar em Belo Horizonte pela primeira vez.
Veio “This Isn’t Everything You Are“, do novo álbum, Fallen Empires, que não fez muito alarde, mas que foi cantada do início ao fim pela platéia. Platéia que ficaria muito animada com o que viria pela frente. Na sequência, a banda tocou “Run”, um de seus grandes hits e música de maior sucesso do terceiro álbum, Final Straw. Depois tocaram “In The End”, canção de sucesso do novo álbum, que levantou os fãs de vez e fez Gary chamar a platéia de fantástica.
E depois de “In The End” vieram os grandes sucessos da banda. “New York”, uma das preferidas dos fãs e um dos grandes sucessos do novo disco, Fallen Empires, levantou a platéia e teve um momento de delírio dos fãs, quando Gary pegou uma faixa das mãos de uma fã com os dizeres “Come on, come out, come here, come here”, o refrão da música, e colocou na sua frente enquanto cantava.
Os sucessos mais antigos viriam a seguir. Na sequência, a banda tocou cinco de Eyes Open, seu quarto e mais bem-sucedido disco: “Set The Fire To The Third Bar”, “You Could Be Happy”, “Make This Go On Forever”, “Shut Your Eyes” e o hit “Chasing Cars”. Destaque para “Shut Your Eyes” e “Chasing Cars”, esta última que, inclusive, quase não foi cantada pela banda, que cantou apenas no último refrão e deixou os fãs cantarem toda a música sozinhos, tamanho o barulho feito pela platéia. Destaque também para “You Could Be Happy” canção que, como o próprio Gary disse, não é um hit mundial, mas faz sucesso enorme no Brasil, o que fez o vocalista dedicar a canção aos brasileiros. “Essa é uma música do Brasil, é para vocês”, disse.
Depois a banda executou dois sucessos de Fallen Empires: “Called Out In The Dark” e a dançante “Fallen Empires”, que dá o nome ao disco. Além do frenesi da platéia, as duas músicas mostraram algo mais: a simplicidade da banda. Durante “Called Out In The Dark”, as fãs da primeira fila começaram a jogar mensagens, pulseiras e tudo o que imaginar no palco. Uma das mensagens foi na cara de Gary, enquanto ele cantava, e outra, bem no baixo de Paul Wilson, simpáticos, os dois apenas riram, continuaram as canções e agradeceram o carinho das fãs.
E quebrando as regras, a banda tocou “Open Your Eyes”, o grande sucesso da banda, do disco Eyes Open. A música quebrou a regra de que a platéia faz mais barulho no grande hit da banda, o que não foi o caso, embora tenha sido cantada em alto e bom som o tempo inteiro.
Sempre agradecendo com um “obrigado” após todas as músicas, Gary disse um obrigado bem mineiro depois de “Open Your Eyes”, dizendo “brigado”.
A banda fez uma pausa após o hit, mas em pouco tempo voltou ao palco para finalizar o show com “Lifening”, um dos sucessos de Fallen Empires, e “Just Say Eyes”, grande sucesso do quinto álbum Up To Now.
Antes de “Lifening”, Gary agradeceu e muito os fãs. “Vocês são incríveis! A melhor platéia de toda a turnê!”, disse, antes de receber o aplauso dos fãs, ter o nome gritado em coro e, para delírio das fãs, retribuir com uma “reboladinha”.
Com uma caneca de café nas mãos, o vocalista ainda dedicou a música à sua família, ao seu pai, aos amigos e também ao futebol brasileiro. Gary se disse um grande fã do futebol brasileiro e de Ronaldinho, e afirmou que quando o viu em São Paulo, antes do show que a banda fez na quarta-feira, queria tocá-lo e não acreditava estar vendo um de seus ídolos (sic, Gary viu Ronaldinho no vôo de SP para BH). O vocalista ainda agradeceu o futebol brasileiro por toda a beleza e paixão que causa não só no Brasil, mas em todo o mundo.
Muita participação e barulho dos fãs também marcaram as duas últimas músicas e o final do show, que quebrou o rótulo de “banda sonolenta” da Snow Patrol.
A turnê da banda continua nos próximos dias. A Snow Patrol tocará no México, no dia 14, antes de passar pelo Canadá nos dias 19 e 20.

Confira o setlist do show de ontem:
Hands Open
Take Back The City
Crack The Shutters
This Isn’t Everything You Are
Run
In The End
New York
Set The Fire To The Third Bar
You Could Be Happy
Make This Go On Forever
Shut Your Eyes
Chasing Cars
Called Out In The Dark
Fallen Empires
Open Your Eyes
Lifening
Just Say Eyes

O Tempo


Comente:



Nosso Twitter
Nosso Facebook
Tuites da banda