Snow Patrol Brasil » Em alto e bom som
set,
26
2011
Em alto e bom som

A impressão ao ouvir as primeiras músicas do Snow Patrol no Palco Mundo é de que pela primeira vez estamos diante de uma banda grande no Rock in Rio. Num mesmo palco que recebeu o gigante Elton John ontem, a banda (afinadíssima) conseguiu ser a primeira a fazer sair das caixas o som que se ouve nos discos. Esta é a primeira vez que Gary Lightbody e companhia tocam no Rio de Janeiro. O grupo esteve no Brasil há um ano, quando se apresentou em São Paulo no Festival Natura Nós, no encerramento da turnê daquele ano.
No repertório, poucas surpresas. A banda abriu o show com estilo com a dobradinha “You’re All I Have” e “Take Back The City”, ambas saindo cristalinas dos amplificadores. O público, apático até então, dá sinais de vida pouco depois com a que viria a ser a melhor música da noite, logo no início. “Called Out In The Dark” é uma bela surpresa do novo disco do Snow Patrol, funkeada e retrô, parece funcionar tão bem ao vivo quanto no álbum. Foi o primeiro single mostrado pela banda de “Fallen Empires”, título do disco, que tem previsão para sair ainda esse ano.
“Hands Open” vem em seguida, com o frontman abraçado na bandeira brasileira e descendo ao fosso para dar um abraço de consolo em que passou o dia esmagado na grade frontal do Palco Mundo. A simpatia rende uma boa leva de aplausos à banda, mas a euforia diminui conforme segue o set da banda. “This Isn’t Everything You Are” dá uma desacelerada pesada no show no show e a monótona “Run” praticamente derruba o ritmo que construíram com a introdução.
A impressão é que o Snow Patrol guardou as músicas mais agitadas para o início e acabou deixando o miolo do show lento, com músicas como “Shut Your Eyes” e “Make This Go On Forever” em sequência. Como nos discos, a banda fica devendo ao público alguns BPMs.
Neste momento, Gary Lightbody chama a brasileira Mariana Aydar para uma participação especial na também lenta “Set The Fire”, que ganha um brilho extra, mas continua morna. O show volta a existir para o público com “Chocolate” e seu excelente refrão, que coloca a Cidade do Rock para pular novamente. Finalmente, chega “Chasing Cars”, primeira música para o público cantar junto em coro com o sempre afinado frontman: “If I lay here / If I just lay here / Would you lay with me and just forget the world?”
O show se aproxima do fim com a música que dá nome ao novo disco da banda, “Fallen Empires”. Nela, guitarras, baixo e bateria são esquecidos e dão lugar a um banjo, uma percursão e um sintetizador poderoso. Pulsante, a música explode num refrão grudento, rapidamente aprendido e reproduzido pelo público. Era o clima que a banda precisava para encerrar o show com a música mais esperada da noite, “Open Your Eyes”.
Foi quando Murphy, num show tecnicamente perfeito até então, fez valer a sua lei: Gary Lightbody é obrigado a parar de tocar logo na introdução com problemas na guitarra. Erro consertado e poucos segundos depois meia Cidade do Rock responde com urros os conhecidíssimos acordes. No palco, durante toda a música, o frontman parece insatisfeito com o som de sua guitarra. O público nem percebe e ovaciona a banda na saída. Não esquente, Lightbody, nós te perdoamos.

Multishow

  • 26.09.2011 às 18:21 | Rafaela:

    Espera, “nós te perdoamos”? Isso é irônico, claro. u-u
    “… a banda (afinadíssima) conseguiu ser a primeira a fazer sair das caixas o som que se ouve nos discos”, a mais pura verdade. Quem pôde ver algumas das atrações anteriores, se decepcionou. (:
    Enfim, Snow lindo. *-*

  • 26.09.2011 às 20:22 | Luciane:

    Agora simmm…
    Gaby, devia fazer uma resenha sua, uma resenha do SPBr!

  • 26.09.2011 às 21:48 | janaina:

    SIMMMM vou curtir esse!


Comente:



Nosso Twitter
Nosso Facebook
Tuites da banda